Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Nascem os primeiros bezerros do projeto de melhoramento genético do rebanho de Amargosa

Após um criterioso processo de inseminação artificial, acompanhamento técnico e uma gestação de nove meses, nasceram os dois primeiros bezerros do Projeto Mais Pecuária Brasil, desenvolvido, em Amargosa, pela Confederação Nacional dos Agricultores Familiares (CONAFER) em parceria com secretaria municipal de Agricultura.

Os primeiros animais nasceram nas regiões de Gentio e Correntina, zona rural de Amargosa. Desde que o programa começou, em julho do ano passado, 213 vacas foram cobertas em 17 propriedades e 97 ficaram prenhas. Outras 48 aguardam confirmação.

Uma delas pertence ao agricultor e pecuarista Geraldino Santana. No rebanho dele, das três vacas inseminadas uma teve filhote. “Eu já sofri muito nesse ramo. Se eu tivesse encontrado uma oportunidade dessas antes, já era um fazendeiro. Agora, estou com um animal de raça boa, produtiva e isso ajuda no bolso, porque a produção aumenta e a gente tem um dinheirinho a mais para cobrir as despesas”, comemorou Geraldino.

O secretário da Agricultura, Igor Santa Rosa, visitou, nesta terça-feira (11), os bezerros e destacou a importância da disponibilização de biotecnologia para os pequenos produtores rurais. “Quando começa a nascer um rebanho melhorado geneticamente a pecuária desenvolve mais e com isso conseguimos atender às necessidades do produtor rural e garantir a ele uma melhor qualidade de vida”, disse Santa Rosa. 

O Projeto Mais Pecuária Brasil, iniciado em julho do ano passado, foi dividido em quatro fases. Na última, iniciada no dia 24 de março deste ano, 48 vacas foram inseminadas e nos próximos meses, um exame de ultrassom vai revelar quantas ficaram prenhas. 

DICOM/ Amargosa

 

Funcionamento
Segunda à sexta, das 8 às 17h
(75) 3634-3977

Copyrights © 2023 Município de Amargosa Todos os direitos reservados.

Termos de uso e política de privacidade

Mapa do site

Acessibilidade